O sódio é um mineral presente no sal de cozinha, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) é indicado o consumo de duas gramas de sódio diariamente, porém estima-se que no Brasil, o consumo médio seja de 12 gramas por pessoa, podendo causar várias complicações de saúde.

Quando consumido em excesso o sódio pode provocar o aumento da pressão arterial, libera hormônios que causam a retenção de líquido e inchaço, além de comprometer o funcionamento dos rins, já que eles têm capacidade limitada para filtrar o sódio, e suas  complicações podem levar ao Acidente Vascular Cerebral (AVC). Por outro lado, o sódio em pequenas quantidades auxilia na absorção de água e de glicose no corpo, melhorando a condução dos impulsos nervosos.

O consumo do mineral tem que ser controlado, pois dieta com baixos níveis de sódio pode prejudicar o desempenho físico, causando náuseas, vômitos, dor de cabeça, perda de apetite, fraqueza muscular e câimbras nas pernas e na região abdominal. Enquanto o excesso do mineral no organismo causa cefaléia, delírio, parada respiratória e eritema da pele.

Para reduzir a quantidade ingerida é sugerido que troque o sal por outros temperos naturais como alho, cebola, ervas aromáticas, manjericão, alecrim, orégano, salsinha, sálvia, tomilho e outras. Além de evitar o consumo de produtos industrializados, pois 75% do sódio que consumimos são adquiridos pelos itens processados industrialmente, principalmente os alimentos em conservas.