Verão, férias e todos querem ir à praia, tomar sol para ficar bronzeado, porém para curtir esse momento sem preocupação é essencial o uso do filtro solar, que protege a pele de vários problemas de saúde e estéticos, como o melasma.

O melasma são manchas mais escuras que acometem as regiões que ficam expostas ao sol, mas principalmente nas maçãs do rosto, na testa e no buço. As manchas são mais comum nas mulheres de 20 a 50 anos, mas podem atingir os homens também.

Mas a exposição solar não é a única responsável pelo aparecimento dessas manchas indesejáveis, elas podem ocorrer também como reação ao uso de pílulas anticoncepcionais, fatores hormonais, predisposição genética, algumas doenças e a gravidez. Os melasmas são divididos em três tipos:

Melasma epidérmico: Aumento de pigmento através da epiderme;

Melasma dérmico: Concentração de melanina ao redor dos casos superficiais e profundos;

Misto: Excesso de pigmento na epiderme e na derme em outras regiões.

Mas o melasma tem tratamento, a parte mais importante é o uso diário de protetor solar, de preferência com FPS 30 com proteção contra UVA e UVB. Também se pode usar cremes clareadores nas regiões mais escuras, mas o resultado demora meses para aparecer e não é garantido. Em alguns casos, o dermatologista ainda pode indicar o tratamento à base de laser e o peeling para clarear a pele mais rapidamente do que os cremes.